27 de mar de 2010

Uso do teclado pode denunciar pedófilos, diz estudo (Terra Notícias)


Fonte da figura: http://blog.thebittingerteam.com/wp-content/uploads/image/Hiding%20from%20foreclosure.jpg

postado por George Felipe de Lima Dantas
em 27 de março de 2010

Depois de várias fases de desenvolvimento pré-Era da Informação, a Análise Criminal (AC) agregou ao seu arsenal de técnicas clássicas os recursos da moderna Tecnologia da Informação. A exemplo, as Teorias Situacionais do Crime são hoje aplicadas sobre bases de dados posicionais com os novos recursos dos Sistemas de Informação Geográfica (GIS), do que resultam "mapas de densidade criminal". A já antiga "função de Kernel" é aplicada com os GIS e utilizada em termos práticos e objetivos pelos gestores policiais. Teorias Sociometricas são agora materializadas sobre bases de dados da telemática (registros digitais de chamadas telefônicas por exemplo), com recursos de softwares como o Analyst's Notebook, do que resultam "diagramas de vínculos" indicadores de relações interpessoais "mapeadas" na autoria e materialidade de crimes. O antigo "sociograma de Jacob Moreno" é expandido e aplicado com os softwares de Análise de Vínculos (AV) e utilizado na detecção de fraudes (bancárias de seguritárias) e em investigações policiais e Comisssões Parlamentares Mistas de Inquérito (CPMI) como a "CPMI dos Correios". Os mais novos horizontes ainda, incluem, já agora, a "Biometria Digital", ramo da disciplina de identificação humana que abarca características fisiológicas e comportamentais únicas de cada ser humano. Os antigos e confiáveis sistemas antropometricos de Bertillon, desenvolvidos no Brasil por Félix Pacheco, são expandidos com recursos como a Biometria Facial (fisiológica), Biometria de Voz (fisiológica/comportamental) e, nos últimos tempos, ao limite de como cada um digita em um teclado (keystroking) e com que intenção. Novas modalidades de identificação biométrica surgem a cada dia, com o "Estado da Arte" dessa disciplina do século 21 estando hoje focado no "modo de andar" ou "gait" na acepção inglesa de "ginga". O que virá depois?!

Vide a notícia, "Uso do teclado pode denunciar pedófilos, diz estudo" (Publicada no "Terra Notícias" de Sexta, 26 de março de 2010, 12h52 Atualizada às 14h06).

Nenhum comentário: