4 de dez de 2010

Leitura Recomendada: A Economia do Tráfico na Cidade do Rio de Janeiro: uma tentativa de calcular o valor do negócio


Fonte da imagem: http://www.grenadaherald.com/wp-content/uploads/2010/05/drug-trafficking.jpg

por George Felipe de Lima Dantas
em 04 de dezembro de 2010

Leitura Recomendada: A Economia do Tráfico na Cidade do Rio de Janeiro: uma tentativa de calcular o valor do negócio

FERREIRA, Sergio Guimarães; VELLOSO, Luciana. A Economia do Tráfico na Cidade do Rio de Janeiro: uma tentativa de calcular o valor do negócio (NT-2008.35). Rio de Janeiro: Subsecretaria de Estudos Econômicos da Secretaria de Fazenda do Rio de Janeiro. 30.04.2009 -- Primeira Versão: 19.12.2008

Disponível em: http://www.fazenda.rj.gov.br/portal/ShowBinary/BEA%20Repository/site_fazenda/transpFiscal/estudoseconomicos/pdf/NT_2008_35.pdf

Acesso em: 4 dez. 2010.

Transcrição parcial da "Conclusão" (p.27):

"Em resumo, o estudo, apesar de preliminar, traz algumas indicações que podem ser úteis para a análise de políticas públicas. Em particular, opções que enfraqueçam a base econômica do tráfico, o qual hoje está bastante dependente do mercado local, inclusive das favelas, pode constituir uma estratégia eficiente para a recuperação econômica da cidade do Rio de Janeiro. Nesta linha, aumentar a apreensão de armas uma das principais motivações para a polícia se fazer presente de maneira efetiva em algumas comunidades pode ter um significativo impacto na rentabilidade do negócio. A apreensão de armas afeta a demanda pela droga, por aumentar seu preço em função do custo adicional que cria pela necessidade de reposição do arsenal do tráfico. A ação também tende a facilitar a identificação de fornecedores, restringindo a oferta. O aumento do custo de operação do negócio também reduz o excedente operacional do comércio e portanto a remuneração dos que dele participam, diminuindo o estímulo a pessoas pensarem no tráfico como carreira, ainda que a diminuição da violência diminua os riscos associados a esta atividade ilícita. Finalmente, a diminuição do porte de armas que pode ser alcançado pela presença efetiva da polícia também diminui a possibilidade do tráfico dominar, pela violência, outras atividades econômicas no território em que atue."

Comentário: Tem destaque analítico-metodológico no estudo ("Nota Técnica") a utilização de indicadores qualitativos e quantitativos, referentes aos consumidores, oferta de drogas ilícitas, preços e custos da comercialização de drogas ilícitas (incluindo marijuana, cocaína e crack), no sentido de permitir o estudo da "economia do tráfico" na cidade do Rio de Janeiro e do cálculo do respectivo valor do "negócio".

Nenhum comentário: