23 de set de 2009

MOMENTO HISTÓRICO PARA A COMUNIDADE POLICIAL BRASILEIRA







por George Felipe de Lima Dantas
em 23 de setembro de 2009

O 1º Encontro Nacional das Polícias do Brasil é algo longamente esperado pelos que desejam este setor do Estado forte o suficiente em defesa dos anseios da nação por mais e melhor segurança pública. Disso naturalmente decorrerá a valorização dessa categoria geral de profissionais, sejam eles da instituição que forem.

É evidente que não se deve esperar, 'milagrosamente', a resolução de antigos problemas que envolvem interesses divisivos entre as instituições, tampouco de uma 'resolução mágica' de antigas questões internas que dividem suas carreiras interna corporis, fato detectável em todas e cada uma das polícias do país.

Esperar tal 'milagre ou mágica' seria perigosamente 'inocente' e conduzivo ao fracasso. Só os adversários da segurança pública podem (e certamente irão) adotar tal postura destrutiva em um encontro como tal. Permitir que isso acontecesse faria com que um encontro histórico como esse fosse esvaziado e fadado ao insucesso.

Ao contrário, o que se deve esperar, e buscar ativamente, são os interesses comuns, somativos das agendas das lideranças e membros das 56 instituições policiais federais, estaduais e distritais existentes hoje no país. Internamente a cada uma delas, de igual maneira, existem interesses comuns que transcendem interesses específicos de carreiras, cargos, postos, graduações e funções. É hora de capitalizar sobre tudo que existe em comum e avançar com uma 'agenda colaborativa' e que possa ser claramente desenhada, minimamente, em um encontro do gênero.

A comunidade policial brasileira está de parabéns pelo potencial desse momento histórico de construção de futuras realizações longamente esperadas.

Fonte da matéria de referência:
http://www.fenapef.org.br/fenapef/noticia/index/24106

Policiais federais, rodoviários federais, civis e militares se reúnem a partir desta quarta-feira, 23, em Maceió, Alagoas no 1º Encontro Nacional das Polícias do Brasil. A reunião dos policiais tem o objetivo de unificar uma pauta de reivindicações geral em nível nacional, entre elas a democratização nas polícias brasileiras e o fim do inquérito policial.

Conforme o vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, João Valderi de Souza, destaca que o encontro vai abordar a lista tríplice para escolha dos dirigentes das polícias; o ciclo completo de polícia; a carreira única; extinção do inquérito policial entre outras. `Cada corporação, por meio de suas entidades sindicais, tem suas pautas, mas queremos construir uma pauta comum que nos torne mais fortes em nível nacional", diz Valderi.
Fonte: Agência Fenapef

Um comentário:

Luciano P. Garrido disse...

O prof. Felipe acerta em seus comentários, pois pela vivência e isenção que possui é capaz de enxergar horizontes mais amplos, muito além das 'disputas comezinhas'. Não há dúvias de que precisamos de uma agenda comum, que transcendam as rivalidades corporativas e tornem as instituições de segurança pública um corpo único de profissionais, unidos e capacitados para não só cumprir suas funções, como defender a sua instituição dos 'inimigos ideológicos'...