24 de mar de 2011

"Mapa da Marginalidade no Plano Piloto": Procurando a Origem do Mapa...


Fonte da imagem: http://www.ci.eagan.mn.us/upload/images/Police/Crime%20Map.jpg


Referência: Mapa da Marginalidade no Plano Piloto (constante em vários blogs e postagens circulares de mensagens eletrônicas que circulam na rede mundial de computadores)


por George Felipe de Lima Dantas

em 24 de março de 2011


Circula pelos blogs e em "mensagens circulares" um "Mapa da Marginalidade do Plano Piloto". O leitor mais interessado no tema (na confiabilidade do documento inclusive) tem dificuldade em identificar a procedência desse "mapa", metaforicamente chamado como tal (os blogs e mensagens não trazem nenhum mapa propriamente dito, mas sim informação escrita sobre distribuição espaço-temporal de crimes). Nas vezes em que o "mapa" é encontrado, a origem não está explícita, mas implícita, na referência a nomes de autoridades da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal que vão citadas ao longo do texto.


A ser confirmada a procedência do "Mapa da Marginalidade do Plano Piloto", ele é algo da maior importância não só para a comunidade da qual traz o nome, mas também para a população do Distrito Federal como um todo. Se ele realmente foi produzido com o nome que tem, melhor seria se fosse denominado "mapa do crime" e abrangesse o Distrito Federal, já que o Plano Piloto é uma das diversas relativamente pequenas localidades (ao contrário dos tradicionais bairros do restante das cidades brasileiras) da comunidade maior em que a capital do país está constituída administrativamente. Dado a natureza conurbada do conjunto dessas regiões, fenômenos como o da criminalidade estão intimamente inter-relacionados entre as várias unidades corográficas locais.


As críticas acima não devem tirar o mérito intrínseco desse "Mapa da Marginalidade do Plano Piloto", sejam tais críticas consideradas válidas ou não. Um documento do gênero é de valor indiscutível, já que seu conteúdo traz informações instrumentais para a defesa social em sua acepção mais ampla. Em vários lugares do mundo a divulgação desse tipo de informação é um verdadeiro "acontecimento midiático", originando ampla cobertura e até mesmo uma espécie de "frenesi jornalístico" envolvendo briefings e entrevistas das autoridades da segurança pública local.


Enfim, o que fica do exame do conteúdo do "Mapa da Marginalidade do Plano Piloto" é que ele talvez não tenha tido a difusão que mereceria, confirmada a sua origem no órgão público ao qual o tema está relacionado. Em uma meta-análise de tal constatação, é possível inferir que o trabalho de análise criminal, administrativa como é o caso (destinada para a "informação pública"), talvez não seja tido ainda pela comunidade, e por isso mesmo tampouco pela mídia, como o verdadeiro e mais importante instrumento de defesa social em que se constitui e por meio do qual a população pode estar defesa e, por isso mesmo, mais segura...

Nenhum comentário: