7 de jan de 2011

Êxitos dos Sistemas de Circuito Fechado de Televisão (CFTV) em 2010 -- Londres




Fonte das imagens:
http://www.met.police.uk/caught_on_camera/index.htm
Fonte de conteúdo:
http://cms.met.police.uk/news/major_operational_announcements/cctv_success_in_2010

Postado por George Felipe de Lima Dantas
7 de janeiro de 2011

Conteúdo Traduzido e Adaptado do Boletim 0000002147 de dezembro de 2010 da Polícia Metropolitana de Londres

Êxitos dos Sistemas de Circuito Fechado de Televisão (CFTV) em 2010 [Constante do Boletim 0000002147 de 29 de dezembro de 2010 da Polícia Metropolitana de Londres (Met)]

2512 “procurados” foram identificados este ano pela Polícia Metropolitana de Londres (“Scotland Yard” ou "Met") com a utilização de sistemas de CFTV. Entre outros, suspeitos de homicídios e estupros.

Em 2010, equipes especializadas da Met identificaram, com o uso de vídeo (CFTV), 574 suspeitos de roubos, 427 de arrombamentos, 199 de homicídios ou lesões corporais e 23de delitos sexuais. Em média, isso representa um incremento percentual de 25 pontos em relação ao ano anterior.

O Inspetor-Chefe de Detetives Mick Neville, coordenador das equipes de vídeo-identificação da Polícia Metropolitana de Londres (Met's video ID -- VIIDO) declarou: "Este ano tivemos grandes êxitos com os CFTV. Identificamos indivíduos que muito possivelmente teriam deixado o local do crime e permanecido impunes, não fosse a tecnologia da CFTV. Esses sistemas realmente tem e continuarão tendo um importante papel de auxílio no sentido de fazermos de Londres um local mais seguro.

"A utilização dos CFTV é algo importante na luta contra o crime, já que nos auxilia a poder descobrir o que realmente aconteceu. Enquanto as tecnologias de DNA e papiloscopia podem determinar a presença do criminoso no local do crime, os CFTV mostram o crime acontecendo, o que nos ajuda a encontrar outras evidencias ou testemunhas, auxiliando o judiciário. Junto com o DNA e a papilocopia, as evidências obtidas com os CFTV constituem um instrumento forense primordial.

"Os CFTV são utilizados em várias outras aplicações policiais, além da investigação criminal propriamente dita. A exemplo, nos casos de pessoas desaparecidas, especialmente crianças, quando as imagens dos CFTV são fundamentais para determinar a última vez em que alguém foi visto, onde estava e o que estava vestindo. Em muitos casos do gênero, os CFTV são extremamente úteis.

A maioria das cameras de CFTV de Londres é privada, normalmente de empresas comerciais, com o restante delas pertencendo ao poder publico, incluindo a municipalidade, segurança do trânsito e polícia.

O Inspetor-Chefe de Detetives Mick Neville explica que as evidências produzidas pelos CFTV são freqüentemente utilizadas, mas que os londrinos podem ter certeza de que a Met faz uso apropriado desses sistemas: "Está certo que nossa utilização desses equipamentos seja fiscalizada e esteja submetida a procedimentos e protocolos rigorosos nesse sentido. Utilizamos os CFTV apenas para prender criminosos, encontrar pessoas desaparecidas e manter Londres segura. Não queremos interferir na privacidade e no direito das pessoas de bem levarem suas vidas normalmente.

Neville acrescenta: "Enquanto um grande número de suspeitos foi identificado positivamente esse ano – muitos deles com a ajuda do público – existem outros que nossa polícia ainda está tentando localizar. Somos sinceramente gratos ao público que tem nos ajudado a identificar vários procurados e pedimos que visitem nosso “website” “pego pela câmera”:

http://www.met.police.uk/caught_on_camera/index.htm> para que nos ajudem a identificar ainda mais suspeitos.

As páginas do “website” “pego pela câmera” da Polícia Metropolitana de Londres contem imagens de suspeitos do cometimento de vários crimes e é constantemente atualizado. Visite o “site” “pego pela Câmera” para informação adicional.

Qualquer pessoa que possa ajudar a identificar esses ou quaisquer outros suspeitos do cometimento de crimes pode contatar anonimamente o “Crimestoppers” pelo número 0800 555111. Em situações de emergência ligue sempre para 999. (Boletim 0000002147 de dezembro de 2010)

Nenhum comentário: