23 de nov de 2010

IALEIA-BRASIL & INTECRIM: Press Release


por George Felipe de Lima Dantas
em 23 de novembro de 2010


INTECRIM

O Instituto Brasileiro de Inteligência Criminal (INTECRIM), associação brasileira composta por profissionais de inteligência, de todo o país, reuniram-se em Assembleia-Geral Ordinária, em Belo Horizonte/MG, no dia 22/10/2010, com o apoio da Fundação Escola Superior do Ministério Público de Minas Gerais (FESMPMG), elegendo os novos membros de sua Diretoria:

- Presidente: George Felipe de Lima Dantas;
- 1º Vice-Presidente: Manoel Vicente Ilha Bragança;
- 2º Vice-Presidente: Renato de Araújo Cardoso;
- Diretor Secretário: Wilson Chagas Cardoso;
- Diretor Financeiro: Roger Antônio Souza Matta;
- Diretor Científico: Denilson Feitoza Pacheco;
- Diretor de Comunicação Social: Marcos Roberto Gomes Amorim;
- Diretor de Gestão do Conhecimento: José Eduardo da Silva;
- Diretor de Gestão do Conhecimento Adjunto: Sérgio Antônio Teixeira.

Estiveram presentes ao evento cerca de 60 profissionais, oriundos da Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Exército, Ministério Público, Tribunal de Contas e Sistema Penitenciário.

O Doutor George Felipe de Lima Dantas, doutor em educação e tenente coronel reformado da Polícia Militar do Distrito Federal, assumiu o cargo de presidente, para o biênio 2010-2012. Dr. Denilson Feitoza Pacheco, doutor em direito e procurador de justiça, foi presidente no mandato de 2006-2010 e assumiu o cargo de diretor acadêmico.

Estatuto do INTECRIM. ARTIGO 4º. São objetivos da Associação, em seu campo de atuação:
I – produzir e divulgar o saber;
II - congregar profissionais, gestores, professores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros;
III - promover atividades de formação, treinamento, especialização profissional e congêneres;
IV - promover a cooperação e o intercâmbio nacional e internacional entre profissionais, gestores, professores, pesquisadores e entidades;
V – elaborar, editar, publicar, divulgar ou promover trabalhos e obras.



II) IALEIA-BR

A Associação Internacional de Analistas de Inteligência de Segurança Pública - Capítulo Brasil, abreviadamente IALEIA-BR, foi fundada, no dia 22/10/2010, em Belo Horizonte/MG, com o apoio da Fundação Escola Superior do Ministério Público de Minas Gerais (FESMPMG).

A primeira diretoria eleita e já empossada, para o mandato 2010-2013, é a seguinte:
– Diretor Presidente: Denilson Feitoza Pacheco (doutor em direito e procurador de justiça);
– 1º. Vice-Presidente: Francisco Vicente Badenes Júnior (delegado da Polícia Federal);
– 2º. Vice-Presidente: George Felipe de Lima Dantas (doutor em educação e coronel reformado da PM/DF);
– Diretor Tesoureiro: Flávia Galindo Silvestre (doutora em farmacologia e perita criminal);
– Diretor Secretário: Luiz Augusto Soares de Andrade (especialista em inteligência e promotor de justiça).

Estiveram presentes à Assembleia-Geral de criação da IALEIA-BR cerca de 60 profissionais, oriundos da Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Exército, Ministério Público, Tribunal de Contas e Sistema Penitenciário.

A International Association of Law Enforcement Intelligence Analysts - IALEIA (Associação Internacional de Analistas de Inteligência de Segurança Pública), com sede nos Estados Unidos da América (EUA), é a maior associação de profissionais de inteligência do mundo, possuindo associados oriundos de quase todos os países.

Conforme seu Estatuto, a IALEIA tem como objetivo promover a profissão de análise de inteligência localmente, nacionalmente e internacionalmente.

As funções da IALEIA são as seguintes:

A. Melhorar o entendimento público e oficial do papel da análise de inteligência;
B. Estimular um reconhecimento mais amplo da prática da análise de inteligência como um campo profissional;
C. Desenvolver normas de qualificação e índices de competência para o exercício da profissão;
D. Reforçar os conceitos de profissionalismo, dedicação ao serviço e integridade entre os profissionais de análise de inteligência;
E. Elaborar e apoiar padrões profissionais de desenvolvimento de carreira para os analistas, incluindo educação pré-emprego, normas de recrutamento e seleção e programas de desenvolvimento profissional contínuo;
F. Facilitar a melhoria da qualidade de desempenho na análise de inteligência, fornecendo serviços de consultoria e afins;
G. Promover o estado da arte em análise de inteligência, fornecendo mecanismos para a disseminação de informações sobre técnicas e métodos analíticos; e
H. Conduzir pesquisas relacionadas à análise de inteligência e ao processo analítico, e garantir financiamento para tais pesquisas.

A Diretoria internacional da IALEIA autorizou, em 2009, a criação do Capítulo Brasil e designou o Dr. Denilson Feitoza como seu presidente. Na assembleia-geral do dia 22/10/2010, o Capítulo Brasil foi constituído, formalmente, como associação, nos termos das leis brasileiras.

O Capítulo Brasil da IALEIA, abreviadamente IALEIA-BR, promoverá não somente a qualidade, a eficência e a ética da análise de inteligência, mas também da administração da inteligência, contrainteligência, operações de inteligência e profissões auxiliares.

Denilson Feitoza Pacheco é Procurador de Justiça no Ministério Público de Minas Gerais, Doutor em Direito (UFMG), Mestre em Direito (UFMG), Master of Arts in Open and Distance Education (The Open University /UK), Coordenador da Pós-Graduação de Especialização em Inteligência de Estado e Inteligência de Segurança Pública da Fundação Escola Superior do Ministério Público de Minas Gerais (FESMPMG), Pesquisador doutor do Centro de Estudos de Inteligência Governamental, da Universidade Federal de Minas Gerais (CEIG/ UFMG), Coordenador da Série "Inteligência, Segurança e Direito" pela Editora Impetus. Exerceu vários cargos, funções e atividades, como ex-secretário-geral do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), ex-coordenador do Grupo de Inteligência dos Ministérios Públicos (ex-GIMP e atual GSI), ex-coordenador do Grupo de Tecnologia da Informação dos Ministérios Públicos (GTI), ex-coordenador de planejamento institucional (COPLI) e coordenador do Centro de Segurança e Inteligência Institucionais (CESIN) do Ministério Público de Minas Gerais, ex-conselheiro de defesa social do Estado de Minas Gerais, ex-membro do Conselho Gestor do Sistema Integrado de Defesa Social (SIDS) do Estado de Minas Gerais, representante ativo, por diversas vezes, do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC) no Gabinete de Gestão Integrada de Prevenção e Combate à Lavagem de Dinheiro (GGI-LD) e ex-coordenador-geral do Programa de Controle de Homicídios (Projeto Fica Vivo), do Governo do Estado de Minas Gerais.

Nenhum comentário: