30 de set de 2009

GUARDAS MUNICIPAIS E POLICIAIS FEDERAIS, ESTADUAIS E DISTRITAIS MORTOS EM SERVIÇO NO BRASIL EM 2008


Fonte da imagem:
http://static.desktopnexus.com/wallpapers/76388-bigthumbnail.jpg

GUARDAS MUNICIPAIS E POLICIAIS FEDERAIS, ESTADUAIS E DISTRITAIS MORTOS EM SERVIÇO NO BRASIL EM 2008


UNIDADE FEDERATIVA ABAIXO -- INSTITUIÇÃO AO LADO

01. ACRE
02. AMAPÁ
03. ALAGOAS
04. AMAZONAS
05. BAHIA: informadas 02 (duas) mortes de policiais judiciários
06. CEARÁ
07. DISTRITO FEERAL
08. ESPÍRITO SANTO
09. GOIÁS
10. MARANHÃO
11. MATO GROSSO
12. MATO GROSSO DO SUL
13. MINAS GERAIS
14. PARÁ
15. PARAIBA
16. PARANA
17. PERNAMBUCO
18. PIAUI
19. RIO DE JANEIRO
20. RIO GRANDE DO NORTE
21. RIO GRANDE DO SUL
22. RONDONIA
23. RORAIMA
24. SANTA CATARINA
25. SÃO PAULO
26. SERGIPE
27. TOCANTINS

TOTAL POR INSTITUIÇÃO GENÉRICA
TOTAL GERAL

Blogandosegurança disse...

Fica reiterada a solicitação anterior, para que sejam informadas as cifras de 2008 de profissionais de segurança pública mortos em serviço em 2008, pertencentes a guardas municipais, DPF, PC, PM e PRF.

A informação solicitada pode ser provida (i) pela própria instituição; (ii) por organizações associativistas ou; (iii) por pessoas físicas individualmente.

No caso de ser solicitada 'reserva da fonte', ela será provida e honrada.

É muito interessante a enorme dificuldade encontrada na obtenção desses números no Brasil, enquanto eles são de conhecimento público em vários países do mundo.

A exemplo, a postagem neste blog acerca dos 41 policiais mortos em serviço nos EUA em 2008, após provido acesso com extremo detalhamento pelo FBI, com os números e respectivo detalhamento da circunstância das mortes sendo providos pelo próprio Ministério da Justiça dos EUA, já que a ele pertence o FBI.

Será que isso acontece pelo número de policiais mortos poder ser um 'tema político' adverso? - Se for, é algo inominável, já que a morte de policiais deve ser, realmente, um dado para promover políticas públicas defensivas da categoria e da sociedade em geral, bem como uma maneira de melhor compreender e honrar todos e cada um desses HERÓIS E HEROINAS DA SEGURANÇA PÚBLICA DO PAÍS.

30 de Setembro de 2009 16:02

Um comentário:

Blogandosegurança disse...

Fica reiterada a solicitação anterior, para que sejam informadas as cifras de 2008 de profissionais de segurança pública mortos em serviço em 2008, pertencentes a guardas municipais, DPF, PC, PM e PRF.

A informação solicitada pode ser provida (i) pela própria instituição; (ii) por organizações associativistas ou; (iii) por pessoas físicas individualmente.

No caso de ser solicitada 'reserva da fonte', ela será provida e honrada.

É muito interessante a enorme dificuldade encontrada na obtenção desses números no Brasil, enquanto eles são de conhecimento público em vários países do mundo.

A exemplo, a postagem neste blog acerca dos 41 policiais mortos em serviço nos EUA em 2008, após provido acesso com extremo detalhamento pelo FBI, com os números e respectivo detalhamento da circunstância das mortes sendo providos pelo próprio Ministério da Justiça dos EUA, já que a ele pertence o FBI.

Será que isso acontece pelo número de policiais mortos poder ser um 'tema político' adverso? - Se for, é algo inominável, já que a morte de policiais deve ser, realmente, um dado para promover políticas públicas defensivas da categoria e da sociedade em geral, bem como uma maneira de melhor compreender e honrar todos e cada um desses HERÓIS E HEROINAS DA SEGURANÇA PÚBLICA DO PAÍS.